Uma tarde para a história!

13 de outubro de 2018. Bebedouro. Estádio Sócrates Stamato. Uma tarde de sábado em outubro que ficará marcada na história do Esporte Clube Primavera. Mas antes, vamos voltar alguns meses, exatamente no dia 08 de abril de 2018, em Itararé. O Primavera estreou na Segunda Divisão com um empate em 1 a 1. 195 dias depois, veio a consagração de um trabalho que levou um ano inteiro. O acesso para a Série A3 parecia algo impossível de alcançar, mas não para essa equipe.
Uma competição tão complicada como é a Segunda Divisão, que esse ano contava com a participação de 40 clubes brigando por apenas 2 vagas para a Série A3 de 2019, e que teve a participação de clubes que vieram fortes como Comercial, Paulista, Inter de Bebedouro, São José, Francana, outros clubes que cresceram ao longo do torneio como Guarulhos, Talentos 10, Bandeirante e Itapirense, parecia difícil imaginar o Fantasma da Ituana conquistando o acesso, superando esses adversários.
A queda em 2016 ainda amargava o torcedor primaverino, que ainda estava em êxtase com o acesso conquistado em 2014, pela maneira que veio, gol o gol dramático do Aldinho feito aos 50 do 2° tempo. Logo na temporada seguinte, no ano em que o clube completara 90 anos, outra decepção veio, dessa vez uma eliminação dolorida em casa para o Taquaritinga, ainda na 2ª fase da Segunda Divisão.
O ano de 2018 começou sem o torcedor formar uma perspectiva concreta a respeito do elenco que entraria em campo. Os primeiros jogos foram difíceis, um começo de campeonato complicado e que preocupou os torcedores, que temiam uma campanha fraca e o início de um novo jejum de anos consecutivos na quarta e última divisão do futebol paulista. Contudo, passaram-se as semanas e os resultados começaram a chegar, e o elenco, contestado até então, foi evoluindo aos poucos, começando a transmitir esperança ao torcedor primaverino.
A 1ª fase se passou, a classificação veio sem grandes dificuldades e com a liderança do grupo 05. A 2ª fase chegou, e mais 3 desafios vieram. Além do conhecido Itararé, estiveram pelo caminho o tradicional América de São José do Rio Preto e o debutante Talentos 10, da cidade de Marília. A partir daí, esse elenco começou a mostrar seu devido valor, e cresceu na hora que devia. Jogadores como o goleiro Filipe, a dupla de zaga Wesley e Gabriel, o lateral-direito Caique, o volante Russo, o meio campista Matheus Lu e o atacante Giovanni foram alguns dos destaques que resgataram o orgulho ferido do Tricolor Indaiatubano, e plantaram uma semente pequena no Gigante da Vila de esperança que o acesso poderia ser realidade.
A 3ª fase chegou, e viriam dois grandes desafios ao Primavera: o tradicional Paulista de Jundiaí e a perigosa Inter de Bebedouro. A estreia foi preocupante: goleada de 3 a 0 para o Paulista em Jundiaí, que serviu como um soco na cara e preocupou a todos. Parecia que seria o fim dessa bela campanha. Entretanto, essa derrota serviu de motivação, e o que vimos a partir daí foi um elenco fechado e que prometeu dar a volta por cima. Logo após essa derrota, veio a redenção, com uma vitória sobre o Itararé. Chegou então o confronto mais aguardado da 3ª fase: Primavera x Internacional de Bebedouro. Em pleno feriado nacional, o Tricolor foi gigante e conquistou um empate aguerrido, com 3 jogadores dentro de campo, e o goleiro Filipe brilhando no final, defendendo um pênalti. No jogo em Bebedouro, um novo empate, que manteve o Primavera na briga pelo acesso.
A reta final já dizia o que era para ser feito: 2 vitórias em 2 jogos para ir as semifinais. O primeiro passou foi dado com sucesso: 3 a 1 sobre o Itararé, fora de Indaiatuba, que deixou o Fantasma vivo na última rodada. Então chegou o grande confronto, aquele dia que iria definir o futuro de duas equipes, um que era apontado por todos candidato ao acesso, e o outro até então colocado como zebra. A torcida comprou a briga, e diante de um excelente público, o Gigante da Vila Industrial viu um dos dias mais emocionantes da história recente do Esporte Clube Primavera. Precisando apenas da vitória para se classificar, o Fantasma não decepcionou, e chutou para longe qualquer energia ruim que tinha no estádio, e venceu o Paulista por 2 a 1, contando mais uma vez com uma defesa de pênalti do goleiro Filipe no final do jogo, que garantiu a classificação primaverina as semifinais.
Enfim, faltavam 2 jogos para o acesso a Série A3, e o adversário seria novamente a Inter de Bebedouro. Com a desvantagem no regulamento, pois o rival jogava por 2 resultados iguais, o Tricolor tinha a obrigação de fazer seu papel como mandante e abrir boa vantagem. O jogo estava marcado para o sábado, véspera de eleição, contudo, as fortes chuvas que atingiram Indaiatuba naquele dia impediram a realização do jogo, o que necessitou adiar a partida para terça-feira a tarde. Mesmo a mudança de data, não abateu o time, que apesar de um público menor, compareceu e fez uma bonita festa, o Fantasma abriu vantagem com 2 a 0.
Agora, 13 de outubro de 2018, era manter o que vieram fazendo o ano todo para conquistar o acesso. Com gols de Gabriel Caran e Matheus Lu, o Primavera derrotou novamente a Inter de Bebedouro, também por 2 a 0, e não teve mais como impedir o novo acesso tricolor a Série A3 do Campeonato Paulista de 2019.
Lágrimas e emoção tomaram conta dos torcedores que viajaram a Bebedouro para ver esse momento mágico na história primaverina. 927 dias depois do triste rebaixamento, o Fantasma da Ituana está de volta a Terceira Divisão do Campeonato Paulista, só temos a agradecer a cada jogador, funcionário, diretor, comissão técnica, torcedores, enfim, a cada um que, assim como esse que vos escreve, se emocionou com a campanha, e não abandonou esse clube.
Agora é o momento de conquistar o título! Nesse sábado (20), Primavera e Comercial começam a disputa do título da Segunda Divisão, e queremos esse troféu. O jogo será às 15 horas, no Gigante da Vila. Não fique de fora, já vimos a história do acesso acontecer, agora vamos escrever a história de mais um título tricolor.
O FANTASMÃO VOLTOU!

Comments are closed.